Carrinho de compras
Seu carrinho está vazio

Central de
Atendimento

0

Frete Grátis

acima de R$299

Descontos

em pagamentos a vista

Entrega local

receba hoje

Pague com cartão

em ate 12x s/ juros

Segurança

Loja oficial

Atualizando informações ...

Velhice e a literatura como potência de vida

Marca: Devires

Por:
R$ 44,90

R$ 42,66 à vista com desconto Pix - PagBank
ou 10x de R$ 5,22 com juros Cartão de Credito - PagBank
Simulador de Frete
- Calcular frete
Frete e prazo de entrega
Descrição Geral
  • Editora:  Devires
  • AUTORE(S): Bárbara Alves Pereira
  • ISBN:  9786586481426
  • Edição: 
  • Formato:  14.00 x 21.00 cm
  • Páginas:  122

 

Este livro tem como objetivo oferecer algumas pistas em torna da relação entre velhice e literatura. Por meio do método etnográfico, durante um ano, foi realizado o acompanhamento de um círculo de leitura, no “Lar da Feliz Idade”, uma instituição de longa permanência, no Rio de Janeiro. A partir destas experiências de leitura compartilhada da literatura foi construído um espaço de fala, discussão e reflexão sobre as situações decorrentes da velhice vivenciadas pelos participantes. Neste estudo, são apresentadas os principais aspectos que surgiram ao longo deste percurso de pesquisa, tais como: a velhice relacionada à doenças presente no imaginário da sociedade e, mesmo que as propagandas tentem mostrar a velhice ativa, esta não é a realidade de muitos velhos, nem mesmo dos participantes do Círculo de Leitura; não é possível pensar a velhice deixando de lado o fator econômico, nem isolar as superestruturas sociais, políticas e ideológicas que a condicionam; envelhecer é um processo que está longe de ser aceito na atualidade, não se quer envelhecer. Além disso, surgiram questões relevantes como: de que modo se dá a infantilização da velhice? Quais são os sentimentos manifestados pelas pessoas velhas diante do fato de morarem em uma instituição? Como elas usam a memória para ressignificar o presente? E, finalmente: de qual velhice está se falando? De uma velhice de pessoas brancas e com privilégios financeiros? Seriam tais privilégios capazes de impedir que os velhos sofram com os estereótipos que a velhice carrega?

_x000D_ _x000D_

Biografia da autora

_x000D_ _x000D_

Doutoranda pelo Programa de Pós-Graduação em Psicologia pela UFRJ, na linha de pesquisa Processos Psicossociais, Históricos e Coletivos, Mestre pelo Programa de Pós- Graduação em Psicologia pela UFRJ. Formação em Psicologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Participou de estágios internos pela Divisão de Psicologia plicada em atendimentos clínicos em grupo e individual. Ganhou prêmio de melhor trabalho no congresso da ABRAPSO 2017 na apresentação “Cartografia de um asilo”. Atualmente faz parte do projeto de pesquisa Arte, trabalho e subjetivação pela UFRJ. Trabalha com questões da psicologia do envelhecimento e políticas públicas voltadas para idosos.

_x000D_ _x000D_
 
Formas de Pagamento
Avaliações

Produtos visualizados

Carregando ...