Carrinho de compras
Seu carrinho está vazio

Central de
Atendimento

0

Frete Grátis

acima de R$299

Descontos

em pagamentos a vista

Entrega local

receba hoje

Pague com cartão

em ate 12x s/ juros

Segurança

Loja oficial

Atualizando informações ...

Trincheira: Ditadura, transgressão e literatura

Marca: Devires

Por:
R$ 44,90

R$ 42,66 à vista com desconto Pix - PagBank
ou 10x de R$ 5,22 com juros Cartão de Credito - PagBank
Simulador de Frete
- Calcular frete
Frete e prazo de entrega
Descrição Geral
  • Editora:  Devires
  • AUTORE(S): André Nascimento
  • ISBN:  9788593646478
  • Edição:  1ª Edição
  • Formato:  14.00 x 21.00 cm
  • Páginas:  162

 

Baixar Sumário

_x000D_ _x000D_

Sinopse

_x000D_ _x000D_

É por isso que as trincheiras excedem os limites físicos, mesmo em momentos de guerras. Isso ocorre porque não se descobre que um soldado estará do seu lado apenas no momento da troca de fogo. Na verdade, a trincheira conceitual se arma antes da escavação do espaço físico. Ela existe como forma de estratégia, mapeamento, organização, recrutamento...

_x000D_ _x000D_

(...) os textos que analiso observam o objeto literário como planificação de uma utopia concretizável. Imaginar uma outra realidade que não a do fascismo tropical é a materialização da estética revolucionária dentro da agonia política. Este livro fala sobre a literatura que sofre o corte, a mutilação, que opta pelo fundo do poço da trincheira como fonte de afeto, organização e tramas transgressoras. Em minhas leituras, essa literatura sacrifica a mobilidade do eu em prol do coletivo também ferido, mas que não desiste de lutar pelo nacional-popular, socialismo e comunismo.

_x000D_ _x000D_

Biografia do autor

_x000D_ _x000D_

André Nascimento é doutorando no Departamento de Letras Neolatinas com concentração em teoria política na Universidade Cornell. Seus interesses incluem teoria democrática, marxismo-leninismo, teoria queer/feminista, psicanálise e literatura latino-americana. Carioca da Zona Oeste, vive em Ithaca, Nova York, onde está envolvido com trabalhos de base por justiça social. Fez mestrado duplo em literaturas hispânicas e literatura brasileira na Universidade do Novo México. Foi intérprete voluntário para refugiados e asilados na fronteira sul dos Estados Unidos, experiência que impactou sua luta abolicionista. Nascimento também é membro pesquisador do World Gender in Translation Network.

_x000D_ _x000D_

Trecho do livro

_x000D_ _x000D_

Este livro é sobre como a literatura queer brasileira que emerge no pós-1964 decide estilhaçar noções de masculinidade ditatoriais que pretendiam estabelecer um modo de “ser” estático. Mas este livro não é sobre identidades desintegradas de coletivos populares e emancipadores. Pertencer ao mesmo pluralismo identitário não significa igualdade de luta política. Assim como radicalidade identitária não representa um rompimento com os modos capitalistas de produção, nem marcha por rotas revolucionárias. Este livro é sobre como a literatura queer imaginava uma trincheira literária e de batalha política.

_x000D_ _x000D_

 

_x000D_ ????????????????????????????
Formas de Pagamento
Avaliações

Produtos visualizados

Carregando ...