Dissidências subalternas no cinema brasileiro: redemocratização, juventudes, territórios e violências estruturais

Código: 9786586481235 Marca:
R$ 45,00 R$ 36,90
até 2x de R$ 18,45 sem juros
Comprar Estoque: Disponível
    • 1x de R$ 36,90 sem juros
    • 2x de R$ 18,45 sem juros
    • 3x de R$ 12,88
    • 1x de R$ 36,90 sem juros
    • 2x de R$ 18,45 sem juros
    • 3x de R$ 12,88
  • R$ 36,90 Boleto Bancário
* Este prazo de entrega está considerando a disponibilidade do produto + prazo de entrega.

ISBN

978-65-86481-23-5

Palavras-chaves

Cinema, subalternidade, violência

Assunto:

Ciências sociais

Ano

2021

Ed.

Dimensões

16 x 23

Páginas

270


Esta coletânea é o resultado do trabalho desenvolvido pelo MINUS – Grupo de Pesquisa em Cultura e Subalternidades, da Universidade Federal da Bahia - UFBA, que, desde 2010, vem se debruçando sobre os mais diferentes filmes do cinema brasileiro contemporâneo, produzidos a partir do final dos anos 1980 e do início da década de 1990, com o objetivo de compreender a micropolítica das relações que constituem historicamente os lugares dos personagens subalternos, à luz das transformações na vida política decorrentes da queda do autoritarismo e do surgimento da redemocratização no Brasil.

 

ORGANIZADOR

  Maurício Matos dos Santos Pereira

Doutor pelo Programa de Pós-graduação em Cultura e Sociedade, docente do Instituto de Humanidades, Artes e Ciências Professor Milton Santos e do Programa Multidisciplinar de Pós-Graduação em Cultura e Sociedade do IHAC/UFBA. Coordenador do Grupo de Pesquisa em Cultura e Subalternidades, na linha epistemologias da subalternidade no cinema brasileiro contemporâneo, atua prioritariamente nos seguintes domínios de investigação: pós-estruturalismo e cultura; contemporaneidade, fragmentação dos mecanismos discursivos de subalternização; violência e subjetividade; teoria e crítica do cinema brasileiro. Autor do livro Significações da violência no cinema brasileiro, é um dos organizadores das coletâneas Cartografias da subalternidade: diálogos no Eixo Sul-Sul e Subalternidades em perspectiva: limites, ausências e devires, ambas publicadas pela EDUFBA.

 

DEMAIS AUTORES

Caio Olympio Matos Da Rocha

 Mestrando do Programa Multidisciplinar de Pós-graduação em Cultura e Sociedade, sediado no Instituto de Humanidades, Artes e Ciências Professor Milton Santos (IHAC/UFBA). É membro do Grupo de Pesquisa Cultura e Subalternidades, atuando no projeto de pesquisa Epistemologias das subalternidades no cinema brasileiro contemporâneo. Graduou-se em 2017 no Bacharelado Interdisciplinar em Humanidades (IHAC) e, posteriormente, ingressou no curso de Comunicação com habilitação em jornalismo da UFBA.

  Camila Cordeiro Ribeiro

 Mestranda do Programa Multidisciplinar de Pós-graduação em Cultura e Sociedade da UFBA e integrante do Grupo de Pesquisa em Cultura e Subalternidades. Bacharela Interdisciplinar em Artes com especialização em Cinema e Audiovisual pela UFBA (2013), pesquisa a representação e a representatividade da mulher negra no cinema nacional contemporâneo. Realizadora audiovisual, tem trabalhado com produções audiovisuais, dentre as quais os longas-metragens “Café, Pepi e Limão” (Doc Doma, Ba, 2019), "Receba!" (Giro Planejamento, Ba, 2019), “Abaixo a gravidade” (Truque, BA, 2015), “A Cidade do futuro” (Coisa de Cinema, Ba, 2015) e as séries televisivas: “Aruanas” (Maria Farinha e Globo SP/AM, 2018), “Assédio” (O2 e Globo, SP, 2017-2018), “Gravador de histórias” (Temdendê, BA/RJ/RN/PE, 2017) e “Francisco só quer jogar bola” (DocDoma, Ba, 2016).

  Caroline Vieira Sant'Anna

 Mestre pelo Programa Multidisciplinar de Pós-graduação em Cultura e Sociedade do Instituto de Humanidades Arte e Ciência Professor Milton Santos - IHAC (UFBA) e doutoranda em Teoria e História da Arte pelo Programa em Artes Visuais no EBA (UFBA), onde pesquisa as transformações estéticas e éticas de inscrição do(s) feminino(s) pelas artes visuais e suas construções de memória e identidade. É membro do Grupo de Pesquisa em Cultura e Subalternidades: epistemologias da subalternidade no cinema brasileiro contemporâneo. Jornalista, formada pela FACOM/UFBA, é editora dos programas Soterópolis e TVE Revista, ambos produzidos pela TVE-Bahia. Realizadora de documentários, possui experiência também na montagem de filmes.

  Cesar Fernando de Oliveira

 Mestre e doutorando bolsista da FAPESB no Programa Multidisciplinar de Pós-graduação em Cultura e Sociedade do Instituto de Humanidades, Artes e Ciências Professor Milton Santos da Universidade Federal da Bahia. Pesquisador e cineasta, possui graduação em Comunicação Social com Habilitação em Cinema e Vídeo pela Faculdade de Tecnologia e Ciências (2005). É integrante do Grupo de Pesquisa em Cultura e Subalternidades: epistemologias da subalternidade no cinema brasileiro contemporâneo. Dirigiu o filme 10 centavos (2007), tendo participado de mais de 30 festivais e recebido 12 prêmios, incluindo melhor filme, melhor direção e melhor ator. É também diretor do documentário Em busca de Pilão Arcado (2014).

  Marcos Antônio Neves dos Santos

 Mestre pelo Programa de Pós-graduação em Comunicação da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e doutorando no Programa Multidisciplinar de Pós-Graduação em Cultura e Sociedade da Universidade Federal da Bahia (UFBA), possui graduação em Comunicação Social (2010), com ênfase em Radialismo e TV pela UFPE (2019). É Membro do Grupo de Pesquisa em Cultura e Subalternidades: epistemologias da subalternidade no cinema brasileiro contemporâneo. Foi professor dos cursos de Cinema e Radialismo tv e internet, nas Faculdades Integradas Barros Melo – AESO e dos cursos de Jornalismo, Publicidade e Propaganda no Centro Universitário Joaquim Nabuco, (UNINABUCO). Trabalha com roteiro, produção e direção audiovisual.

  Marinyze Prates de Oliveira

 Doutora e mestre em Comunicação e Cultura Contemporâneas pela Universidade Federal da Bahia, realizou pós-doutorado na University of Washington, onde também atuou como professora visitante. Foi docente do Instituto de Humanidades, Artes e Ciências Professor Milton Santos e do Programa Multidisciplinar de Pós-graduação em Cultura e Sociedade da UFBA. Co-fundadora e coordenadora, até 2018, do Grupo de Pesquisa em Cultura e Subalternidades, é autora dos livros E a tela invade a página: laços entre literatura, cinema e João Gilberto Noll e Olhares roubados: cinema, literatura e nacionalidade. Co-organizou as coletâneas Cartografias da subalternidade: diálogos no Eixo Sul-Sul, Subalternidades em perspectiva: limites, ausências e devires, Miradas sobre o Brasil: cultura, arte e poder e Desleituras cinematográficas: literatura, cinema e cultura, publicadas pela EDUFBA.

 

Murilo de Andrade

Mestrando no Programa Multidisciplinar de Pós-Graduação em Cultura e Sociedade do Instituto de Humanidades, Artes e Ciências Professor Milton Santos, da Universidade Federal da Bahia, é graduado em Comunicação Social, com habilitação em Relações Públicas, pela Universidade do Estado da Bahia – UNEB (2009). Membro do Grupo de Pesquisa em Cultura e Subalternidades na linha epistemologias da subalternidade no cinema brasileiro contemporâneo.

 

Sandra Santana da Costa

Doutoranda e mestre em Cultura e Sociedade pelo Programa Multidisciplinar em Cultura e Sociedade do Instituto de Humanidades, Artes e Ciências Professor Milton Santos, da Universidade Federal da Bahia. Integrante do Grupo de Pesquisa em Cultura e Subalternidades: epistemologias da subalternidade no cinema brasileiro contemporâneo, desenvolve pesquisa sobre cinema negro e gênero. Possui experiência em pesquisas com os seguintes temas: festivais de cinema, curta-metragem, cinema e gênero.

Uri Israel Menezes Silva

Mestre e doutorando em Cultura e Sociedade, pelo Programa Multidisciplinar de Pós-Graduação em Cultura e Sociedade do Instituto de Humanidades, Artes e Ciências Professor Milton Santos - IHAC, da Universidade Federal da Bahia - UFBA. É bacharel interdisciplinar em Artes/Cinema e Audiovisual pelo IHAC/UFBA e integrante do Grupo de Pesquisa em Cultura e Subalternidades: epistemologias da subalternidade no cinema brasileiro contemporâneo. Idealizou e coordenou o CLIC – Curso Livre de Cinema, projeto de extensão realizado na Faculdade de Comunicação da UFBA. Criador da Planta Filmes, atua como diretor, roteirista, produtor, diretor de fotografia, editor, montador, pesquisador e professor de cinema e audiovisual.

R$ 45,00 R$ 36,90
até 2x de R$ 18,45 sem juros
Comprar Estoque: Disponível
Pague com
  • PagHiper
  • Mercado Pago
Selos

EDITORA DEVIRES - CNPJ: 26.877.292/0001-39 © Todos os direitos reservados. 2021